terça-feira, 30 de março de 2010

Fórum Divórcio...

A Amizade.
Os Amigos.
Os conhecidos e …
Os Afins…

O estado de alma que nos leva a registar num fórum, o qual nunca pensamos consultar e jamais imaginamos escrever, são prova que tudo muda.
Tudo muda.
Principalmente, nós.

Quando a Vida surpreende, ninguém permanece imutável.
Feliz ou infelizmente, todos nós fomos confrontados com um conjunto de situações não idealizadas para as nossas vidas.
E o que aconteceu…

Nós mudámos.
Reequacionamos as nossas prioridades.
Ficamos mais disponíveis para ajudar.
Ficamos mais sensíveis ao sofrimento.
Sabemos melhor o significado do sofrimento.

Provavelmente, nós mudámos muito mais do que todos os que nos rodeiam.

Uns acompanharam as nossas alterações porque:
Estão mais atentos.
Estão mais preocupados.
São mais sensíveis.
São Amigos.
Muito Amigos.

Outros...
Não perceberam as nossas alterações, os nossos novos rumos, as nossas novas prioridades.
Apenas percebem que nós já não estamos lá.
Que já não estamos sintonizados com as velhas preocupações e prioridades.
Enfim…
Talvez mais tarde, os nossos caminhos se voltem a cruzar.
Talvez mais tarde, as prioridades voltem a convergir.
Até lá… Até já.
Ou…
Até nunca.

E chegados aqui, num momento complexo, encontramos um mar de gente, que cruzam o caminho connosco.
Pessoas que reequacionaram as suas prioridades.
Pessoas que estão mais disponíveis para ajudar.
Pessoas que são mais sensíveis ao sofrimento.
Pessoas que sabem melhor o significado do sofrimento.
E são justamente essas pessoas, que sem lhe exigirmos nada são capazes de nos dar aquilo que nós exigimos aos nossos amigos.

Pergunto:
Não devemos ser gratos a quem nos ajuda a levantar do chão, depois de um grande tombo?
De que forma iniciaram as grandes amizades de infância?
É justamente assim.

Alguém, que sem lhe exigirmos nada nos ajudou a ultrapassar um obstáculo.
Felizmente nessa altura, o obstáculo é muito mais fácil de ultrapassar.

Pelos conselhos, pelas ideias, pelo carácter, pelo colinho, pelos gestos, pela cumplicidade, pela consideração, pela elevação, pela gratidão, pela enorme alma que têm… Existem sentimentos de amizade que (obviamente) nascem sem que necessitem de um elevado tempo de maturação.

Eu por mim…
Que saiba respeitar esses novos Amigos.
Que os saiba Amar.
Que os saiba ajudar sempre que precisam.
Que os saiba fazer perdurar.
Que os mereça.
Obrigado a todos.
Aos novos.
Aos velhos.
Aos meus Amigos.

4 comentários:

Anónimo disse...

Amei :)

Alice Rosa

http//diariodeumadivorciada.blogs.sapo.pt disse...

És grande! Beijinhos e até ao dia 22 no Worskhop!;)

Ana Leandro

Anónimo disse...

Olá.

Foi com muito gosto que encontrei o teu blog.
Li e gostei do que li...
Tudo me é tão familiar, que até poderia ter sido eu a escrever.

Obrigado.

PS - Quando transcreveres algo, indica o autor, SFF.

mars00.

Bjs e espero que esteja tudo bem contigo.

Rakel Macedo disse...

Olá mars00,

Sim foste tu quem escreveu. Lamento não ter identificado... Não volto a transcrever nada teu...